Berlim para designers

designers-post

Como duas designers, pisamos em Berlim com altíssimas expectativas em relação ao design na cidade, até que… comic sans. A cada esquina, nas fachadas, cardápios, placas, o que quer que seja. Era tão presente que no fim rolou até um apeguinho à tão hostilizada fonte. Quase como uma cidade interiorana (nesse em alguns outros sentidos), a preocupação estética da maioria dos lugares é mínima – pra não dizer inexistente. E tudo bem.

Não se deixe enganar pela comic sans ou pelos mascotes com cara de Dollynho, no entanto: na cidade com tamanha inquietação política, social e cultural, há arte literalmente por todo canto: o grafite define a cidade. No tour alternativo (grátis!) que fizemos, entendemos um pouco mais da cultura por trás do street art onipresente – e ilegal; todas as noites, milhares de grafiteiros deixam sua marca nos muros da cidade, driblando os meros 15 policiais responsáveis por controlar o incontrolável.

A infinidade de coisas pra ver e fazer por ali e o mau tempo limitaram nossa exploração, mas o verão que nos aguarde. Ainda assim, deu pra ter uma boa prévia, ainda mais por Kreuzberg.

maraviwonderful_design_Berlin_3
Os muros deixam o recado: love art, hate cops.

Acima, um dos murais de ROA, respeitado artista Belga que, em geral, retrata a fauna local morta ou em decomposição. Usando apenas spray e paleta mínima de cores, a atenção aos detalhes em suas obras de larga escala é impecável.

maraviwonderful_design_Berlin_2

Vitor Ash, artista francês radicado na Dinamarca, é responsável pelo Cosmonauta, um dos mais icônicos grafites de Berlim. Apesar da aparência, a obra largamente replicada em pôsteres e camisetas não foi feita com estêncil, e sim com o bom e velho pincel, levando dias pra ser concluída. Estrategicamente posicionado, à noite o astronauta ‘segura’ o poste de luz que se acende do outro lado da avenida.

maraviwonderful_design_Berlin_4

O Abraço, do grupo de grafite espanhol Boa Mistura, representa a junção pacífica dos dois lados de Berlim e fica na parede do Hotel East Side, em frente ao East Side Gallery. Aqui um link do processo deste grafite no site deles, coisa marr linda.

maraviwonderful_design_Berlin_8
De repente você está andando por Friedrichshain e se depara com um bloco assim na Kreutziger Strße. Imagina morar num predinho com essa fachada?

Impossível falar de street art em Berlim sem mencionar a East Side Gallery (Mühlenstraße ♦ U1 Warschauer Straße), com seus 1.1 km ilustrados por 105 obras. Logo após a queda do muro, artistas de todo o mundo deixaram sua marca no que nascia como símbolo de liberdade.

Dimitri Vrubel é responsável pelo mais famoso do famoso: o beijo do líder soviético Leonid Brezhnev  e Erich Honecker, líder da RDA. Na legenda, “Meu Deus, Ajuda-me a Sobreviver a Este Amor Mortal”


Podem falar que revista tá morrendo o quanto quiserem, nossa paixão por elas está longe disso, assim como a do pessoal da Do You Read Me (Auguststraße 28 ♦ U8 Rosenthaler Platz). Como já falamos, tome um café delícia no The Barn e aproveite horas de puro deleite entre tantas páginas.

maraviwonderful_design_Berlin_9.jpg
I love the smell of prints in the morning.
maraviwonderful_design_Berlin_print_magazine
No céu tem print? E não morreu.

Mais impressos? Sim, sempre. A Neurotitan (Rosenthaler Str. 39  ♦ U8 Weinmeinter Straße) é abarrotada de zines, livros, pôsteres e trabalhos independentes em geral, além de ficar nos fundos do charmoso beco do Café Cinema.


Já se abasteceu de cultura e quer criar? O lugar pra encontrar tuas ferramentas é a Modulor (Prinzenstraße 85 ♦ U8 Moritzplatz). Prepare o coração e os euros, esse paraíso de três andares tem material pra qualquer tipo de artista, ou mesmo se você só curte scrapbooking. Aproveita que tá passando vontade e dá um pulinho na livraria deles também.


 

Conhecendo ou não o trabalho do Mcbess (mas devia), vale a visita ao The Dudes Factory. Na loja/galeria de Mitte (Torstraße 138 ♦ U8 Rosenthalerplatz) tem tudo que é produto ilustrado por ele: de roupa a isqueiro, passando por pôsteres (numerados e assinados) e pratos. Não sendo isso tudo suficiente, eles foram lá e abriram a The Dudes Deli em Kreuzberg (Schlesische Str. 19 ♦ U1 Schlesischestraße), que, além de tudo, tem sanduíches delícia e cervejas (inclusive a de produção própria), mas dessa parte falamos mais pra frente.

A Deli fica pertinho da East Side Gallery, vale estender o passeio por ali pra pagar pau pro trabalho alheio. Tiete que somos, ainda descolamos autógrafo do próprio Mcbess na festa de 5 anos da loja ¯\_(ツ)_/¯

8f69091e8cd9341a79def93d8ab160f5
McLovin’it.

maraviwonderful%bauhaus%archive

Sejamos sinceras, postergamos um pouco essa visita por dó de gastar €7, mas não dava pra deixar de visitar o Bauhaus Archiv (Klingelhöferstraße 14 ♦ U1, U2, U3, U4 Nollendorfplatz). O famoso predinho com cara de fábrica foi projetado pelo próprio Walter Gropius, fundador da Bauhaus, já com o fim de reunir o patrimônio da escola após sua dispersão por conta do Nazismo.

A exposição é mais técnica que visual. Se você pouco sabe da Bauhaus e não quer desembolsar uns euros a mais pelo audio-guia, pode ser um pouco sem graça. Estão ali muitos trabalhos de alunos, mostrando um pouco do sistema de formação dos pupilos, além de peças dos professores – entre eles Kandinsky e Marcel Breuer. Ah, e não pode tirar foto de nada lá dentro.

Referência gráfica nessa cidade é o que não falta e agrada mesmo quem não é do rolê. Berlim é o filho adolescente rebelde da Alemanha; como não amar?

 

 

 

Advertisements

2 thoughts on “Berlim para designers

  1. Pingback: Winter Wonderland em Berlim | maraviwonderful

  2. Pingback: Camis e Belbis: Berlim | maraviwonderful

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s